Sem título-1

Esta é uma idéia que estou elaborando e pretendo colocar em prática assim que tiver uma oportunidade.

A idéia inicial é identificar em bairros residenciais, a exemplo onde tenho o meliponário 2, jardins de residências que possam ser melhorados, e com pequena intervenção, formar um novo jardim com plantas meliponícolas e de fácil manutenção, em conjunto com o morador.

Após encerrada a intervenção, onde eu ajudaria a formar esse jardim, o morador a partir dai se encarregaria de dar manutenção nas plantas, molhando, e demais cuidados. Com o passar do tempo, e o jardim desenvolvendo,  implantaria uma caixa de abelha, possivelmente a Jataí, para que o morador conheça um pouco da meliponicultura e preservação do meio ambiente.

O desenvolvimento dessa cultura é um pilar importante para agregar pessoas a preservação do meio ambiente, a interação da comunidade, e outros pontos importantes.

A idéia partiu da seguinte vivência:

Durante a implantação do meliponário 4 que é uma pequena chácara, com o colega José Ferreira da Silva, onde iniciamos com as Jataís, um dos vizinho observou enquanto fazíamos as divisões dos enxames e nos chamou, pois na chácara da pessoa, havia uma caixa de Jataí e eles nunca tinham mexido. Marcamos uma data e fizemos a divisão do enxame de jataí, e conseguimos fazer dois enxames fortes. Aproveitamos para trocar a caixa e orientar os moradores dos cuidados com as abelhas. A partir daí, o interesse dos moradores aumentou, passando a conhecer outras abelhas.

Nessa mesma época, o vizinho do outro lado, também observou que tínhamos abelhas e para nossa surpresa, começou a cuidar de seu jardim, pensando na abelhas. Assim, como forma de agradecer o Sr.João, demos uma colônia de Jataí para que ele deixasse em seu jardim.

Fora essas experiências, tive oportunidade de presenciar diversas pessoas se interessando pelas abelhas e assim aumentando o círculo de relacionamentos e divulgação da importância das abelhas.